top of page

Comunicado do Presidente




Caros membros da Diretoria,


Como todos lembram tivemos uma crise profunda, calamidade pública causada pelo COVID-19, pela qual passamos devido as limitações impostas ao nosso Setor que se iniciou em 19/03/2020 e que apenas em 20/05/2021 se encerrou com a portaria 135 do MAPA, quando ficou definido claramente que o nosso Setor é essencial. Portanto 14 meses de MUITO trabalho, reuniões, ofícios, mensagens e telefonemas (de segunda-feira a segunda feira). Em resumo podemos dizer que foi uma luta que felizmente para o nosso Setor vencemos, com o apoio de MUITA gente de dentro do Setor e de fora como os parceiros da CNA, Federações e ABRAS.


Me lembro de depois de ter recebido a portaria, sentei e pensei comigo mesmo, até com uma certa emoção: “Missão cumprida, fiz o que tinha que fazer para o Ibraflor e para a produção de flores e plantas no Brasil”.


Continuamos trabalhando normalmente, mas percebi que o sentimento de “missão cumprida” ficava comigo. Exatamente um ano depois, meados de maio 2022, descobri que estava com câncer e iniciamos imediatamente o combate com todas as energias e o pensamento sempre otimista, VQV (vamos que vamos). Evidentemente era isso a minha prioridade e continua assim até hoje e este processo, que está indo bem, ainda deverá continuar por um bom tempo.


De lá para cá surgiu uma forte demanda de trabalho para a Reforma Tributária, o que certamente vai impactar muito o Setor e, portanto, passa a ser a nossa prioridade número 1 do Ibraflor. Sinto claramente que como Presidente deveria estar muito mais envolvido nisso, mas não consigo me dedicar ao mesmo tempo de antes, nas demandas e ações prioritárias de hoje, pois as minhas prioridades agora são outras!


Devo dizer que me sinto muito feliz que o Renato Opitz, nosso Diretor de Comunicação e Marketing, tenha assumido voluntariamente a liderança do Grupo de Trabalho da Reforma Tributária e vem administrando com muito profissionalismo e competência. Este Grupo tem o apoio do Manoel Oliveira – Diretor Executivo do Ibrahort, Paulo Kortstee – da Holambelo, Jorge Possato – CEO da CVH, Josemar Carrano – Financeiro da CVH, Milton Hummel – Diretor Geral da Cooperflora, Eduardo Clement – Financeiro da Cooperflora, Antônio Carlos Rodrigues - Presidente do Ceaflor, Dra. Lilian Toso – Assessora Jurídica e claro, da nossa incansável Adriana Rosa, Secretária Executiva.


Outra vertente tem sido a minha sucessão que deverá acontecer em 05/ 2024 e a implantação da nova estrutura organizacional aprovado nos processos de Planejamento Estratégico dos últimos 2 anos e na última Assembleia (03/2023). Tem havido um bocado de reuniões e troca de ideias sobre isso e avançamos, mas não o suficiente.


Percebo também que os Diretores estão todos MUITO ocupados e se percebe isso através das dificuldades em encontrar datas em que todos ou parte podem participar de certas reuniões. É um sinal claro que urge evoluirmos para a nova estrutura e termos um Gestor Executivo a exemplo de Ibrahort e Abcsem, que “puxe” as ações do Planejamento Estratégico.


Sinto que não estou fazendo o meu papel como deveria, e isso me aborrece bastante, pois sempre fui muito criterioso para avaliar os resultados de tudo o que me envolve profissionalmente e até mesmo pessoalmente, e agora não deveria ser diferente. Sinto que chegou a hora de dar um passo maior, de iniciar o meu processo de desligamento de uma maneira tranquila e eficaz. Sendo assim, isso me leva a formular uma proposta com os seguintes passos:


Passo 1 - O Presidente se licencia da Presidência a partir de 01/06/2023, assumindo no seu lugar o Diretor Financeiro, William José de Wit até março/ abril 2024. Eu me comprometo a participar das reuniões na medida do possível e colaborar ativamente.


Prioridades:

· 1) Reforma Tributária

· 2) Busca do Gestor Executivo

· 3) Organização do Seminário


Passo 2 – Reassumo como Presidente em março/ abril 2024;


Passo 3 - Assembleia Geral Ordinária com eleições para o novo Presidente, Conselho Administrativo e Diretorias Regionais em maio/ 2024.


A razão de propor isso desta forma é que é urgente avançarmos os assuntos que destaquei logo acima como sendo a prioridade do Ibraflor hoje, e por isso este remanejamento de cargos da Diretoria deve acontecer de forma rápida.


Por que volto a assumir na véspera das eleições em 2024? Porque gostaria de fazer uma transferência normal após 18 anos (estou na presidência desde 05/ 2005). Evidentemente vamos discutir este ponto no dia 01/06, em Reunião Executiva, com a expectativa de melhorarmos este conteúdo, aqui trago apenas a ideia principal, para inclusive poder comunicar e explicar aos nossos sócios “os porquês”.


Abraço cordial,



Kees Schoenmaker

Presidente Ibraflor










79 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


ASC Group
ASC Group
Jan 12

nice one

Like
bottom of page