O mercado de flores e plantas naturais na visão da floricultura


Sou Pedro Alcântara, estrategista de negócios no segmento de flores e plantas, ajudando proprietários de floriculturas a aumentarem seu lucro sem precisar trabalhar 24 horas por dia.

Palestrante do Enflor 2019

Autor de 3 e-books:

1) Instagram e seus segredos para floricultura

2) Venda todo dia e cada vez mais

3) 27 formas de reduzir descarte prematuro de flores e plantas naturais


A disponibilidade de flores e plantas naturais por todo Brasil, muito se deve à proximidade entre Veiling Holambra e grandes redes de supermercados, realizada entre os anos de 2003 e 2004. Com grande visibilidade alcançada, supermercados menores se atreveram a também decorar e vender flores em vasos e com mercado mais maduro, venda de flores em corte. Atualmente é difícil encontrar supermercados sem nossas flores naturais.


Seguindo o grande conceito da gigantesca Coca Cola de ter o maior número possível de pontos de vendas dos seus produtos, as flores também ganham espaços inovadores a passos largos. Aeroportos com máquinas automáticas de vendas de flores, lojas de conveniência, varejões tradicionais de hortifrútis, carrinhos cheios de cactos e suculentas decorados, sem vendedor, apenas as instruções dos valores e opções de pagamento, vendas por website, marketplace, aplicativos de entrega, telemarketing ou seja, as opções são inúmeras e o ponto físico não importa tanto, mas sim, o atendimento perfeito, que nada mais é do que atender como gostaria de ser atendido.



É ótimo que tenhamos inúmeros pontos de vendas de flores, talvez 20 mil ou mais, mas nada substituirá o atendimento personalizado, o aperto de mão, a voz com entonação e desejo de atender bem. Lógico que o tempo está escasso e por muitas vezes precisamos comprar online, evitando trânsito e tempo desperdiçado. E assim as floriculturas não podem atuar com o marketing de esperança.


A esperança que entrará um cliente e salvará seu mês de contas à pagar. Ou que os mercados e grandes redes não venderão mais flores. Ou que as vendas na internet sumirão simplesmente. Estamos a 1 clique de perder mais um cliente. Todo e qualquer ponto de venda precisa urgentemente aprender a fazer o marketing nas redes sociais, que é onde todos pesquisam, comparam, escolhem e compram, apenas passam na loja para devida retirada.


Marketing diário com posts, stories e até lives, comunicando com seus clientes e futuros clientes. Entregando conteúdo rico e de fácil aplicação de transformação. A venda chegará com a confiança e relacionamento criado na internet e levado às lojas. Pessoas vendem para pessoas, e muitas vezes esquecemos disso. Só visamos o dinheiro, e esquecemos que existem desejos e frustrações do outro lado também.

Utilizar as redes sociais para a grande tendência do momento: as vendas recorrentes, ou seja, um serviço que funciona como uma cobrança recorrente: o pagamento é feito por um período pré-determinado pelo vendedor – Mensal, Bimestral, Trimestral, Semestral ou Anual – e o comprador, por sua vez, ao concordar com a recorrência na primeira compra, não precisa se preocupar em fazer o pagamento periodicamente. Além da já conhecida e pouco explorada Assinatura de flores mais comum para lojas e empresas, existem novas oportunidades, sendo:


1) Combo de workshop no qual você vende pacote para o ano todo ou, conforme a complexidade do tema, desmembra em turmas sequenciais. Além dos tradicionais cursos de orquídea, bonsai, cacto, terrário, jardim vertical, a proposta é compor o combo de 12 eventos no ano com: Decoração de flores em vasos, Arranjos de mesas – com a proposta de desconto para turmas anteriores, Arranjos de mesa de bolo, Buquê tradicional, Buquê de noiva, Corredor da igreja, Altar da igreja... Assim, a floricultura se destaca dos supermercados, cria receita mensal, ganha uma crescente comunidade de seguidores fiéis.

2) Outra tendência - é a venda programada em datas aleatórias, igualmente já vendida pela Amazon nos EUA. O cliente compra um pacote de entregas de flores da época, sem motivo de aniversário ou datas marcantes, simplesmente o fator surpresa será o encanto do relacionamento. Projete 30 clientes investindo R$ 100,00, a floricultura terá receita de R$ 3.000,00/ mês, valores que poderão antecipar de acordo com as taxas da operadora de cartão.

3) Outro fator pouco aproveitado - é o gestor/ proprietário da floricultura que é um especialista, poderá criar cursos profissionalizantes, tanto para gerar riqueza e sustento para o aluno, quanto para criar novos produtos e tendências da própria floricultura. Ele cria uma comunidade de alunos com mensalidade de R$ 29,00/ mês, por exemplo e com 104 clientes/ alunos ele conseguirá renda adicional de R$ 3.000,00/ mês. A única preocupação do gestor será adicionar 1 novo conteúdo todo mês.


São ações como essas que as redes de mercados dificilmente conseguem realizar e tão pouco tem interesse. Basta cada proprietário de floricultura ser criativo, agregar essas ações a sua empresa e muitas outras ideias surgirão para o crescente lucro e, por consequência, a aquisição de mais produtos e acessórios para expansão de sua loja de flores e plantas naturais.


Quem deseja transformar sua floricultura fortalecendo seus quatro principais pilares: GESTÃO, LIDERANÇA, MARKETING E VENDAS, convido a participarem da Comunidade da Floricultura no Telegram neste link: http://bit.ly/ComunidadedoPedraoAlcantara

90% de conteúdo gratuito com atualizações diárias no Instagram: https://www.instagram.com/pedrao.alcantara/

Envie mensagens no whatsapp (19) 9 8459-0777 com fotos e qual sua maior necessidade e juntos resolveremos.


Gratidão pelo tempo e oportunidade! Até breve!


Pedro Alcantara

Estrategista de Negócios/ Flores e Plantas

0 visualização

Telefone: (19) 3217-5148

Celular e WhatsApp: (19) 99102-6014

ibraflor@ibraflor.com

Contato: Adriana Rosa – Coordenadora Executiva

Copyright © 2018 Ibraflor | Instituto Brasileiro de Floricultura. Todos os direitos reservados.

LOGO FINAL G_MKT_preto.png